domingo, 11 de setembro de 2011

Bota Snake Andina, por Rafael Guerra

Após mais de 3 anos de uso intenso em mais de 500km nos mais variados tipos de terreno e muitas boas experiências, achei que o mínimo que eu poderia fazer seria dividir com vocês as minhas impressões sobre o item do meu inventário que tenho mais carinho.

Não que eu veja algum mal em fazer resenha por encomenda, mas o que me deixa mais a vontade é que nunca tive qualquer contato com o fabricante. Escrevo com muito gosto pela simples vontade de dividir com vocês uma excelente experiência.
Antes que você continue a leitura, gostaria apenas de lembrar que além do gosto as pessoas também não costumam ter os pés iguais. O fato, por exemplo, da minha adaptação ter sido instantânea pode ter sido fruto de uma coincidência entre o formato do interior da bota com o formato dos meus pés. Resumindo, antes de comprar uma bota de trekking, procure ouvir diferentes tipos de opiniões; se assegure que o calçado foi projetado para o tipo de atividade que você pratica e compre com calma. Experimente, sem pressa, calçar as botas e andar pela loja olhando outros tipos de produtos. Invista esse tempinho no seu conforto... assim você diminui as chances de ter problemas com os pés no futuro.Até 2008 eu tinha o hábito de caminhar de tênis. Com a decisão de encarar os quase 170km de Huayhuash, senti a necessidade de buscar uma bota. Após pesquisar bastante e ouvir várias opiniões sobre marcas e modelos, resolvi arriscar comprando uma Snake Andina. Para amaciá-la resolvi usá-la em caminhadas mais curtas nas Serras próximas ao Rio.Para a minha grata surpresa, me adaptei mais rápido do que poderia supor. Nunca sofri com bolhas ou ferimentos causados pelas botas. Inicialmente eu fiquei um tanto desconfiado e tomei algumas precauções... usava sempre um liner e uma meia mais grossa, própria para trekking. Com o tempo fui criando confiança e passei a caminhar usando somente uma meia Selene.
O tratamento anti-bactericida é muito eficiente e eu nunca tive problemas com mal cheiro nos pés; as travas do solado realmente travam no terreno evitando escorregões e a borracha é macia suficiente para aderir bem em lajes de pedra e dura o suficiente para não acabar em meia dúzia de caminhadas.

Após quase 3 anos de aventuras, a minha fiel companheira está cansada e pedindo aposentadoria. As travas já estão muito baixas e o solado dá sinais de que quer o divórcio do resto do calçado. Vai ser triste aposentá-la mas ficam as lembranças das caminhadas juntos, as quais listei abaixo para que vocês tenham noção do que essas botas encararam.

Agora a minha tarefa será definir a marca e modelo da minha próxima bota. Aguardo sugestões... comentem a vontade!Caminhadas com a Snake Andina
514,1km em 43 caminhadas.

  1. 21/12/08 - Pedra de Itaipava - 4,8km
  2. 11/01/09 - Morro do Bonet - 1,72km
  3. 08/02/09 - Alcobaça - 5km
  4. 22/02/09 - Castelos do Açú - 16km
  5. 05/04/09 - Pedra da Cuca - 9km
  6. 09/04/09 - Travessia da Ponta da Joatinga - 28km
  7. 03/05/09 - Véu da Noiva PNSO - 8,2km
  8. 31/05/09 - Pedra do Juriti - 6km
  9. 14/06/09 - Jacuba Maior - 9,2km
  10. 21/06/09 - Cantagalo - 10km
  11. 05/08/09 - Cuartelhuain - Carhuacocha - 20km
  12. 19/09/09 - Pedra da Gávea - 3,34km
  13. 27/09/09 - Alto da Ventania - 5,6km
  14. 13/10/09 - Janela do Céu / Pico do Pião - 20km
  15. 13/12/09 - Cobiçado - 7km
  16. 17/01/10 - Parque Lage X Corcovado - 4,48km
  17. 14/03/10 - Seio de Vênus - 7,4km
  18. 21/04/10 - Mãe d'Água - 6,4km
  19. 05/05/10 - Pedra do Cone - 3,8km
  20. 14/05/10 - Travessia Petrópolis x Teresópolis - 24km
  21. 29/05/10 - Travessia Petrópolis x Teresópolis via Morro do Cubaio - 19km
  22. 08/07/10 - Laguna Churup - 6km
  23. 10/07/10 - Laguna 69 - 13,6km
  24. 11/07/10 - Cordillera Negra - 6km
  25. 12/07/10 - Laguna Ahuac - 12km
  26. 13/07/10 - Santa Cruz x Llanganuco - 43,8km
  27. 17/07/10 - Quebrada Ishinca - 30km
  28. 22/08/10 - Pico do Glória - 11,2km
  29. 05/09/10 - Pico do Inficcionado - 22km
  30. 06/09/10 - Canjerana - 24km
  31. 12/10/10 - Praia do Perigoso - 6km
  32. 29/01/11 - Ajax PNSO - 10km
  33. 20/02/11 - Morro do Alicate - 10km
  34. 15/04/11 - Pedra de Itaipava - 4,8km
  35. 21/04/11 - Travessia Petrópolis x Teresópolis - 24km
  36. 01/05/11 - Pedra do Inferno - 15,8km
  37. 15/06/11 - CEP70 - 10,9km
  38. 19/06/11 - Alcobaça - 5km
  39. 03/07/11 - Travessia Cobiçado x Ventania - 12,4km
  40. 06/08/11 - Cabeça de Dragão - 14km
  41. 28/08/11 - Torres de Bonsucesso - 6,3km
  42. 07/09/11 - Monte de Milho - 4km
  43. 18/09/11 - Pedra da Gávea - 3,34km

8 comentários:

Expedição Andando por aí... disse...

Guerreira essa não é? Parabéns!
Abraços!
Carla

Rafael Guerra disse...

Fala Carla!
Muito guerreira.
O próximo desafio vai ser criar coragem para dar um destino nela...rsrs
Abraço!
Rafael

Expedição Andando por aí... disse...

Oi Rafa e Fábio! Convido vocês a participarem da Blogagem Coletiva - Retrospectiva 2011.
http://www.expedicaoandandoporai.com/2011/12/blogagem-coletiva-meus-7-links.html

Flavio Menzer disse...

Oi Rafael...
to querendo comprar uma andina pra mim tb...
o revendedor me disse que a snake oferece "ressolagem" a aproximadamente R$130,00...
vc tem conhecimento disso!?

Abraçao!!!

Rafael Guerra disse...

Oi Flávio! Só agora vi o seu comentário...
Cara, nao sabia disso nao. Vou procurar me informar e dependendo, aproveito para atualizar o post com essa info.
Abraçao!!!

Rafael Guerra disse...

Parece que a qualidade do atendimento da Snake não é a mesma da bota. Enviei um e-mail EM JANEIRO para o fabricante perguntando sobre a "ressolagem" e até agora não fui respondido... uma pena.

Abelardo walsh disse...

Fala Rafael !

Maneiro o post da bota !
Eu comprei uma bota Snake Trilogia em 2002, usei em diversas trilhas até 2008, sempre usei nos mais diversos terrenos, e ela nunca me deixou na mão. Depois do longo uso, enviei a bota para o fabricante e na época eles trocaram o solado por um outro Vibran, trocaram a palmilha, e o cadarço também. Não lembro o valor na época, mais devia ser algo próximo de R$ 130,00.
Eles Enviaram uma carta bem bacana para mim agradecendo a escolha do produto. Usei por mais uns 2 anos, mais a bota começou a infiltrar água, depois de quase 10 anos de uso !
Que tanque de guerra !
Mas achava a bota pesada. Depois comecei a usar as botas da Salomon, são todas excelentes, muito leves, mas nenhuma foi tão resistente a lendária Trilogia !

Parabéns pelo Blog !

Abraços,
Abelardo Walsh

Rafael Guerra disse...

Obrigado pelo comentário, Abelardo!
Legal saber que você foi bem atendido. Isso já fica aqui registrado para servir como referência para outras pessoas :)
Eu gostava dela mas reconheço que é pesada.
Assim... realmente não há como compará-la com Salomon.

Que bom que você gostou do blog.

forte abraço!
Rafael